quinta-feira, 1 de agosto de 2013

WG 2013 (2): Os dias em que o mundo foi nosso

Nunca houve público tão carinhoso e amigos da Seleção Brasileira de Sumo. Bastava um atleta brasileiro ser chamado para o ginásio lotadíssimo ir abaixo, gritando "Brasil, Brasil, Brasil!".  E foi empurrado por essa torcida especial que conquistamos duas inéditas medalhas de prata, uma no peso leve, por Luciana Watanabe e outra no Absoluto (sem limite de peso) por Janaína Silva. Um saldo positivasso para nosso país e a sensação de que durante esses dias de competição, o mundo foi nosso!

Yoshihiro Higuchi, Luciana Watanabe, Ricardo Aoyama, Fernanda Rojas, Mário Frabetti, Cássio Gomes, Natany Brizola, Janaína Silva e Cristiano Mori - da esquerda para a direita - formaram a Seleção Brasileira de Sumo para o World Games 2013! Os dois penetras ao fundo não sei quem são...

Segue o resumo de como foram nossos atletas:

Luciana Watanabe (Leve e Absoluto)
Luciana venceu a atleta americana Soesanto e duas fortes concorrentes russas (Iarshevich e a atual campeã européia Koval)  para chegar à final. A torcida colombiana estava toda à favor de Luciana! Perdeu por pouco para a atleta Iwamoto do Japão. Coloca de vez seu nome como uma das melhores atletas do mundo e conquista um feito histórico para o Brasil! No absoluto, perdeu para Chen de Taipei.

Luciana retribuindo o carinho do público

Luciana Watanabe (Brasil - 2ª Colocada), Vera Koval (Rússia - 3ª Colocada) e Yukina Iwamoto (Japão - Campeã) 


Cristiano Mori (Leve e Absoluto)
Cris venceu o forte e grande concorrente egípcio (certamente durante a competição tinha muito mais que 85 kg) e perdeu para o russo Altyev (que ficou em segundo lugar). Na repescagem, venceu o veterano Wakita da argentina mas acabou parando no polonês Rozum. No absoluto, perdeu para o ucraniano Varesiuk.

Fernanda Rojas (Médio e Absoluto)
Fernanda chegou às semi-finais embaladíssima depois de vencer a polonesa Rozum e a japonesa Asano. Mas acabou perdendo para a ucraniana Maksymenko. Na repescagem, perdeu para a venezuelana Ofélia Barrios. No absoluto, chegou às quartas de final, perdendo para Harteveld da Holanda.

Cássio Gomes (Médio e Absoluto)
Cássio venceu o americano Daniel e perdeu para o ucraniano Kozliatin. Na repescagem, acabou perdendo para o japonês Ito, que fora campeão na última edição do World Games. No absoluto, perdeu para o russo Altyev.

Ricardo Aoyama (Médio e Absoluto)
Ricardo perdeu para o húngaro Kalmar e depois na repescagem para o ucraniano Iermakov.  No absoluto venceu o americano Gneiting e perdeu para o mongol Retsendorj.

Yoshihiro Higuchi (Médio e Absoluto)
Yoshi perdeu para o mongol Ochirikuu e para o russo Kaziev na repescagem. No absoluto, venceu Wakita da Argentina e perdeu para o japonês Kawaguchi.

Natany Brizola (Pesado e Absoluto)
Natany venceu a americana Rivas e na sequência acabou perdendo para a russa Zhigalova, praticamente imbatível nos últimos anos. Na repescagem perdeu para a ex-campeã mundial Krzemien da Polônia. No absoluto, perdeu para Kovalenko da Rússia.

Janaína Silva (Pesado e Absoluto)
Na competição por pesos, Janaína não teve sorte. Pegou a japonesa Ueta (campeã mundial em 2012) logo na primeira luta e acabou perdendo. Não chegou à repescagem. No domingo, entretanto, virou a cena: venceu lutadoras fortíssimas, entre elas a húngara Makai e a polonesa Krzemien; e perdeu somente na final para a russa Zhigalova (multicampeã mundial), conquistando a prata inédita para o Brasil! Um feito histórico! De quebra tornou-se um dos xodós do público, por ser bem menor que suas adversárias. Foi ovacionada, deu entrevista para a TV e distribuiu autógrafos!




Mário Frabetti (Pesado e Absoluto)
Marião venceu o gigante Petersen e perdeu para o ucraniano Veresiuk. Na repescagem venceu o venezuelano Juan Castro e perdeu para o mongol Gankhuyag, que fora campeão no dia seguinte na competição sem limite de peso. No absoluto, com lesão no pé, perdeu o gigante russo Alan Karaev.




2 comentários:

Marcio disse...

Excelente! Meus parabéns ao lutadores e técnicos!

Cheri disse...

Gorgeous!